E6E5382E-B5E0-4ABA-ABF1-234C60048D7A

“É Domingo. O dia acorda quente e os nossos corpos acusam o cansaço da semana. Sussurras-me ao ouvido: “Apeteces-me”! Permito-te.”

Projeto:  Paulo Kellerman

Texto: Ophélia Pessoa
Foto: Ana Gilbert

EC7F5089-F3E4-430B-AD45-A8F7ADD43CD1

[…]
na alma
nem todo vento
sopra na igualdade
na calma
nem todo tempo
se repete de verdade
ou isso só acontece
aqui dentro de mim?

Palavras | Lino Mukurruza (Almas em tácitas)

Silêncio

Vim só

Atravessei aquele caminho,
percorrido tantas vezes,
como se fosse
um dia qualquer.
Sem paixões,
sem desespero,
nada.
Vim só.
E tudo o que ficou
foi um silêncio.

108998D9-2984-43A0-829C-C037D1041586

“Lê a energia que está no meu silêncio.”

Palavras | Clarice Lispector (Água viva)

99CE07DA-D7CF-41C6-B76D-D71A0663003A

“Capta essa coisa que me escapa e no entanto vivo dela.”

Palavras | Clarice Lispector (Água viva)

Órbitas

Órbitas

“… no fundo, não passávamos de duas massas solitárias de metal em suas próprias órbitas separadas. À distância, parecem belas estrelas cadentes, mas, na realidade, não passam de prisões, em que cada uma de nós está trancada, sozinha, indo a lugar nenhum. Quando as órbitas desses dois satélites se cruzam, acidentalmente, podemos estar juntas. Talvez, até mesmo, abrir nossos corações uma à outra. Mas só por um breve momento. No instante seguinte, estaremos na solidão absoluta. Até nos queimarmos completamente e nos tornarmos nada.”

Texto | Haruki Murakami (Minha querida Sputnik)