Doem-me as asas

Foto: Ana Gilbert

As noites eram, ao mesmo tempo, terríveis e magníficas.
O céu brilhava em estrelas infinitas. E a beleza raramente é em vão.
A sensibilidade é um dos maiores indicadores de evolução; e captar a beleza é o primeiro passo para o desenvolvimento humano.

Excerto de DOEM-ME AS ASAS, o novo romance de Mónia Camacho.

Uma publicação Minimalista

CONVERSAS MINIMALISTAS

3 de julho de 2021, às 15 horas (19 horas em Portugal)

Neste primeiro evento Minimalista, vamos conversar sobre o romance da Mónia Camacho, DOEM-ME AS ASAS.
Percepções, pensamentos, emoções, questionamentos… Vamos partilhar com a autora o que o livro nos provoca. O evento será pelo zoom.

Quer participar? É só se inscrever gratuitamente pelo e-mail: minimalista.editora@gmail.com

O livro já está disponível para venda no Brasil!

4 anos…

4 anos de sutilezas…

Estes são tempos difíceis… e a arte tem sido uma grande companheira. Muita coisa aconteceu neste ano: palavras, imagens, entrelaçamentos, parcerias… uma editora, a Minimalista.

O meu agradecimento aos que percorrem comigo este caminho; aos que me afetam e se deixam afetar pelo meu olhar…

“todas as guerras estão | infectadas pela | expectativa do amor”

(Valter Hugo Mãe, Publicação da mortalidade)

Corpo

Talvez em sonhos o corpo nunca seja aquele com que se vive de dia.

DOEM-ME AS ASAS, romance de Mónia Camacho

Uma publicação Minimalista

Fotografar palavras #2865

Agora é a tua vez de partir.

Peço que me leves apenas em quantidade suficiente para respirar. Mais que isso, ocupará espaço e tu precisas do vazio para caberes sem aperto. Não te permitas a chorar. Se o fizeres, limpa-te com as memórias que te lembram como eras infeliz. Acredita num sol que aquece e num vento que adormece. Não aceites a rotina de uma ideia: é cortante e dilui-se no primeiro copo de vinho. Afasta-te das palavras fáceis. Escreve-as e queima-as. A facilidade nunca foi um bom augúrio. E depois, esquece-me.

Fotografar palavras
Projeto | Paulo Kellerman
Texto | Rita Rosa
Foto | Ana Gilbert

Ficções do Eu

EXPOSIÇÃO | de 21 de maio a 21 de junho de 2021

com o Coletivo Engasga Gato [Centro de Artes, Universidade Federal de Pelotas]

Visitação: acesse aqui